quinta-feira, março 30, 2006

a não opção é sempre a melhor das opções

Circunstâncias há, por outro lado, em que a benevolência do desfecho parcial trágico resolve, por absoluto, a dúvida que era aguda, cortante - e esta foi uma delas. Já se sabe, e eu soube de novo, que, tal como nos trouxe Woody Allen no seu último match point, a não opção é sempre a melhor das opções. Por ser, pelo menos, a que menos custa.

2 Comments:

At 3:50 da tarde, Anonymous Cal said...

Muito interessantes os teus textos. Revela momentos da nossa realidade. Parabéns.Me permiti copiar a foto de Dali.

 
At 12:08 da manhã, Anonymous M said...

...

 

Enviar um comentário

<< Home