terça-feira, fevereiro 14, 2006

vírgula

marca de uma mudança em assíndeto de fases que se são apostas no cumprimento benévolo do lucro único do momento sincronístico fundador; sinal enfático da emergência da oração nova sucessiva na construção do sintagma que se não completa nunca.


[Solução: memórias de um beijo]

2 Comments:

At 12:10 da manhã, Blogger MS said...

Não podia ter sido pontuada de melhor forma, esta nova oração!

Que as vírgulas de sucedam, que a vida nos traga o que merecemos e sem pontos finais, pois eu, por acaso, gosto mais de sintagmas povoados de vírgulas e, de preferência, com vista para o Tejo!

Tenho tido MUITA SORTE, SEMPRE MUITA SORTE, chego até a ficar assustada e com medo de tamanha SORTE! Tu também fazes parte desta minha existêcia "abençoda" por anjos da guarda que não vejo, mas SINTO!

Hoje fui agraciada com mais um milagre que não deixou que alguém colocasse um ponto final nesta estrada que sempre começa.

Resta-me agadecer, uma vez mais, aos meus anjos da guarda por tnta protecção! Obrigada por nos deixarem coninuar a sonhar!

 
At 9:52 da tarde, Blogger Rosario Marques said...

Ena! E nem sequer é direito administrativo! rsrsrs

 

Enviar um comentário

<< Home