quarta-feira, março 30, 2005

o candidato que faltava

Ficámos finalmente a saber qual é o candidato que previsivelmente reúne maior consenso no PS para se candidatar à desventura do nobre palácio rosa à beira-rio plantado. Segundo a edição de hoje do Público, apesar de Manuel Alegre nunca ter manifestado publicamente essa intenção, alguns dirigentes ouvidos pelo jornal diário equacionam esta hipótese como a mais favorável para o PS, argumentando que Alegre é quem pode vir a apresentar a mais produtiva capacidade de polarizar o eleitorado de esquerda e de centro-esquerda na vitória contra Cavaco Silva.

Era de facto o candidato que faltava.

2 Comments:

At 4:04 da tarde, Anonymous Augusto Castro said...

Caro Nuno primeiro gostaria de te congratular por tão bom espaço multi-cultural que nos proporcionas neste blog, e que à tua imagem, transparece qualidade, capacidade de análise critica, sempre muito interessantes e bem alicerçados.
Feito o elogio (bastante merecido, gostaria só de expressar a minha opinião relativamente ao facto de Manuel Alegre se apresentar como "eventual" candidato presidencial: Manuel Alegre é um homem com obra política (e não só) por todos reconhecido, cujas convicções e ideologia inabaláveis, já tiveram um tempo e um espaço, cujas consequências ainda hoje saudamos -nomedamente a Liberdade - mas já não exequíveis nos tempos que correm.

 
At 8:31 da tarde, Blogger MS said...

Augusto, não quero ser má para ti, mas a parte do "todos" não é verdade, pois para muitas pessoas essa obra resume-se numa simpática alcunha que é a de "Pateta Alegre..."!

 

Enviar um comentário

<< Home